fbpx

CuidadosDERMATITE EM CÃES

16 de outubro de 2020by marketing0

A dermatite canina é uma inflamação cutânea muito comum, especialmente em cães com pelagem longa e espessa (como golden retrievers) e cães com muitas dobras (como o Shar Pei). 

Como o homem, a pele do cão é o maior órgão de seu corpo, responsável pela proteção do organismo, e possui bactérias e fungos que a protegem. A dermatite não se desenvolve apenas pela presença de bactérias e fungos; ela pode ter diversas causas. Entre elas estão parasitas e microrganismos, alergias, questões hormonais, lesões na pele, alergias ou lesões por produtos químicos e doenças autoimunes. Também é preciso lembrar que animais que sofrem de estresse tendem a se morder ou lamber e o ambiente úmido torna-se perfeito para a multiplicação de fungos e bactérias.

 

A seguir estão os sintomas mais comuns: 

 

  • Perda de pelo
  • Pelo ralo e com falhas
  • Coçar ou morder constantemente um região da pele
  • Vermelhidão na pele
  • Pele com grumos ou pus
  • Pele seca e escamosa
  • Inchaço

 

Preste atenção aos sintomas e, quando encontrar alguma anormalidade, vá imediatamente ao veterinário.

 

Existem muitas causas para a dermatite canina e são elas que determinam se o problema pode ser disseminado. Cães com um sistema imunológico equilibrado respondem melhor aos desafios ambientais e consequentemente à dermatite. Isso ocorre porque seu corpo possui defesas naturais e adequadas. Por outro lado, cães com sistema imunológico enfraquecido têm maior probabilidade de desenvolver dermatite canina. 

 

Causas mais comuns de dermatite em cães:

 

  1. Fungos e bactérias: a principal causa da dermatite infecciosa é a proliferação de fungos ou bactérias. Costuma estar associada a um sistema imunológico comprometido ou a uma doença crônica que afeta o cachorro (infecções secundárias).
  2. Ambiente úmido por secagem incorreta, exposição a ambiente molhado por longo período (o ambiente úmido favorece a proliferação de micro-organismos).
  3. Pulgas, carrapatos, piolhos e ácaros: esse tipo de dermatite canina é causado por ectoparasitas, ou seja, parasitas de fora do corpo do cachorro. 

 

Os mesmos parasitas podem causar a Dermatite Alérgica à Picada de Pulga (DAPP). Ocorre muitas vezes porque o animal tem alergia a um dos componentes da saliva da pulga ou carrapato. Além disso, podem ocorrer as infecções secundárias por bactérias e fungos devido a lesões causadas por esses ectoparasitas na pele.

 

  1. Alimentação: a dieta também pode causar alterações na pele dos animais. Alguns animais podem desenvolver alergia a algum dos componentes da dieta, especialmente a proteína da carne de boi e de frango – presentes na maioria das rações. 
  2. Produtos: shampoos, perfumes e outros produtos usados no cachorro podem causar dermatites alérgicas. É importante ficar atento a qualquer reação adversa.
  3. Atopia: a atopia é uma tendência genética a desenvolver alergias. Cães atópicos são muito alérgicos a diversos componentes e é difícil definir qual é a causa do problema. Animais sujeitos à dermatite atópica devem receber cuidado redobrado durante o banho e com a alimentação para evitar problemas.
  4. Causa autoimune: a dermatite canina autoimune acontece quando o corpo do cachorro reage contra algum componente do próprio corpo, causando bolhas e outras manifestações na pele. Isso também torna a pele mais vulnerável a entrada de outros microorganismos, como bactérias e fungos.
  5. Problemas hormonais: distúrbios endócrinos também podem causar dermatite canina. É o caso do hiperadrenocorticismo canino, também conhecido como síndrome de cushing, e o hipotireoidismo, duas doenças hormonais que afetam diversos órgãos e desregulam o sistema hormonal do cachorro. Elas se manifestam também pela pele, com a perda de pelos, pele grossa e com manchas (dependendo do aspecto da pele, pode ser confundida até com a sarna).

 

As raças com mais probabilidade de serem infectadas pela doença são shar-pei, lhasa apso e buldogues franceses e ingleses.

 

Assim como existem muitas causas para a dermatite canina, existem muitas formas de diagnóstico e tratamento. Por isso recomendamos sempre o acompanhamento do veterinário.

 

A melhor maneira de prevenir a dermatite canina é cuidar bem do seu cãozinho. Se ele tem muito pelo, escove-os com frequência para monitorar a saúde da pele. Outro cuidado que você deve tomar é secar bem o pelo do animal após o banho. Além disso, é importante manter a casa limpa e não usar produtos perfumados em excesso (existem desinfetantes adequados para animais de estimação).

 

Além desses cuidados, aqui na PET SAUDÁVEL você pode encontrar o “Escondidinho de Peru e Moquequinha de peixe” dois pratos desenvolvidos especialmente para cães com alergia de origem alimentar ou que possuem uma pele mais sensível (alergia atópica).

 

Após a leitura deste texto fique atento a todas essas recomendações para trazer um melhor bem estar a vida do seu amado pet!

 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Whatsapp
Precisando de ajuda?